• O Amor mora aqui!

    FAMÍLIAS QUE VIVEM E COMPREENDEM O PERDÃO - Pr. Jean Carlo


    (Mateus 5:23-24)

    INTRODUÇÃO: A reconciliação não é algo a ser praticado somente entre nós e Deus, mas também para com nossos irmãos em Cristo, companheiros de trabalho, escola, faculdade e principalmente no âmbito familiar. Reconhecemos, que, à semelhança da cruz, também temos duas linhas do fluir da reconciliação: a vertical (o homem com Deus) e a horizontal (entre os homens). O mesmo perdão que recebemos de Deus deve ser praticado para com nossos semelhantes e nesta célula iremos entender POR QUÊ devemos perdoar!

    Pergunta de diálogo: Por que perdoar é fundamental para nosso crescimento em DEUS?

    1. QUEM NÃO PERDOA NÃO É PERDOADO: (LER Mateus 6.14,15 Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas”).

    O perdão (ou a falta dele) faz muita diferença na vida de alguém. A reconciliação horizontal determina se a vertical que recebemos de Deus vai permanecer em nossa vida ou não. A palavra de Deus é clara quanto ao fato de que se não perdoarmos a quem nos ofende, então Deus também não nos perdoará. Foi Jesus Cristo quem afirmou isto no ensino da oração do Pai-nosso. Deus tem nos dado seu perdão gratuitamente, sem que o merecêssemos, e espera que usemos do mesmo espírito misericordioso para com quem nos ofende. Se fluímos com o Pai Celestial no mesmo espírito perdoador, permanecemos na reconciliação alcançada pelo Senhor Jesus. Contudo, se nós negamos a perdoar, interrompemos o fluxo da graça de Deus em nossa vida, e nossa reconciliação vertical é comprometida pela ausência da horizontal. Cristo também nos advertiu com clareza sobre isto em uma de suas parábolas (faladas num contexto que envolvia o perdão):  
    (LER MATEUS 18:23-35). Este rei está representando DEUS em nossas vidas, que nos perdoou de uma dívida impagável, os “Dez mil Talentos” representavam 200.000 dias de trabalho, ou seja, impagável, já a dívida do Conservo para com o Servo era de 100 dias, ou seja, ele foi perdoado por uma dívida impagável, e não perdoou o Conservo por uma dívida bem menor. Da mesma forma com que DEUS nos perdoou de todos os nossos pecados, algo que era impagável, e nós temos que perdoar nosso: (irmão em cristo, pai, mãe, irmão de sangue, professor, pastor, líder de célula, membro da célula) independentemente da situação, pois qualquer que seja a situação será menor do que DEUS nos perdoou. Diante disso, nos posicionamos como uma geração que tem o perdão como estilo de vida.
    Pergunta de diálogo: O que você entende da frase: Não perdoar é tomar veneno é atirar no próprio pé.

    2. A FALTA DE PERDÃO É UMA PRISÃO:  Quem não perdoa, está preso. Lemos em Mateus 18.34: “E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que pagasse toda a dívida”. A palavra verdugo significa “torturador”. Além de preso, aquele homem seria torturado como forma de punição. A prática do ministério nos revela que o que Jesus falou em figura nesta parábola é uma realidade espiritual na vida de quem não perdoa. Os demônios amarram a vida daqueles que retém o perdão. Suas torturas aplicadas são as mais diversas: angústia e depressão, enfermidades, debilidade física, etc. Muita gente tem sofrido com a falta de perdão. “Outro dia ouvi alguém dizendo que o ressentimento é o mesmo que você tomar diariamente um pouco de veneno, esperando que quem te magoou venha a morrer”. A falta de perdão produz dano maior em quem está ferido do que naquele que feriu. Por isso sempre digo a quem precisa perdoar: – “Já não basta o primeiro sofrimento, porque acrescentar um outro maior (a mágoa)”? Por isso, nesta célula saímos de vez da prisão da falta de perdão para sermos livre de tudo o que nos prende.

    3. O DIABO LEVA VANTAGEM NA FALTA DE PERDÃO  (2 Coríntios 2:10,11 A quem perdoais alguma cousa, também eu perdoo; porque de fato o que tenho perdoado, se alguma cousa tenho perdoado, por causa de vós o fiz na presença de Cristo, para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios”). Há uma prisão espiritual ocasionada por reter o perdão. E que demônios se aproveitam desta situação.   O apóstolo Paulo revela que se deixamos de perdoar, quem vai se aproveitar da situação é Satanás, o adversário de nossas almas. Disse ainda, que não ignorava as maquinações do maligno. Em outras palavras, ele estava dizendo que justamente por saber como o diabo age na falta de perdão, é que não podia deixar de perdoar. Precisamos entender que Deus não será engrandecido na falta de perdão. Que o ofendido não lucra nada por não perdoar. Que até mesmo o ofensor pode estar espiritualmente preso. O único que lucra com isso é o diabo, pois passa a ter autoridade na vida de quem decide alimentar a ferida do ressentimento.   A Bíblia nos ensina que não devemos dar lugar ao diabo (Ef 4.27). Que ele anda em nosso derredor rugindo como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5.8), e que devemos resisti-lo (Tg 4.7), e em nossas vidas e nossa família determinamos hoje que o diabo não terá vantagem sobre nós.


    CONCLUSÃO: Iremos romper em nossas vidas, espiritual, financeira, saúde e outras se praticarmos o perdão. O maior beneficiado NÃO é O PERDOADO mas QUEM PERDOA.  Diante disso a partir de hoje decidimos viver o estilo de vida do perdão.                                 



    0 comentários:

    Postar um comentário

     

    ...

    AGENDA PIBPBA

    TADEL NAS CASAS
    Terça-feira | 19h

    CÉLULAS
    Quarta e Sábado

    AVIVA
    Sábado | 19h30

    CULTO DE CELEBRAÇÃO
    Domingo | 9h, 17h e 19h

    ...

    #PIBPBA

    WhatsApp (67) 9992-8000
    Fixo: (67) 3668-3036

    Rua Wladislau Garcia Gomes, 1390, Centro,
    79500-000, Paranaíba/MS.

    primeiraigrejab@gmail.com

    ...

    Formulário de contato

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *